Você sabe como diminuir gastos em tempos de crise?

O ano de 2020 surpreendeu todo mundo e afetou diretamente pequenas e médias empresas. Assim, a rápida adaptabilidade foi essencial para que essas empresas não se perdessem ao longo do caminho. Um dos pontos chave para essa recuperação pós crise é entender como diminuir gastos para fazer com que o caixa da sua empresa perdure por mais tempo.

A relevância da redução de gastos

Manter o fluxo de caixa da sua empresa positivo no final de todos os meses não é nada fácil, principalmente quando o ambiente externo não está favorável. Na correria do dia a dia tendemos a não acompanhar de perto cada gasto que efetuamos, porém em situações difíceis deve ser a primeira coisa a se fazer. Portanto, diminuir gasto não só significa se sustentar por mais tempo em uma crise, mas também tornar a sua organização mais enxuta e eficaz naquilo que faz. Pensando-se em um futuro próximo, as empresas que conseguirem manter o equilíbrio mesmo em situações adversas destacam-se nesse mercado que é cada vez mais competitivo e caótico.

Tipos de gastos:

A partir do dicionário gastos é definido como “sacrifícios financeiros com os quais uma pessoa, organização ou governo, têm que arcar a fim de atingir seus objetivos”.

O primeiro passo para diminuir gastos é entender o que são gastos. Dessa forma, definição do dicionário pode até ser um norte, mas aqui aprofundaremos um pouco mais no tema.

Dividimos gastos em 4 tipos:

  1. Custos – esse tipo de gasto se refere a todo valor desprendida na produção de um produto ou serviço. Ou seja, até o produto estar produto para venda, consideramos esse gasto como custo. Exemplos de custos são depreciação dos equipamentos, matéria prima, conta de energia elétrica.
  2. Despesas – já as despesas se refere a gastos que possuímos para manter o andamento da nossa empresa, seja com a administração dela, marketing, aluguel etc. Essas despesas ainda podem ser fixas ou variáveis. As fixas são previsíveis e não se alteram com a quantidade de produto produzido. Já as variáveis mudam na medida em que a produção aumenta ou diminui.
  3. Investimento – o gasto do tipo investimento pressupõe que haverá um retorno no futuro. Por exemplo, você compra um novo equipamento para a sua empresa que fará a sua produção aumentar em 25%. Logo, apesar do investimento inicial, você tende a retornar esse valor e ainda mais no futuro. Nesse tipo de gasto é importante analisar o tempo de retorno para entender se o investimento realmente valerá a pena.
  4. Gastos não operacionais – esse tipo de gastos é aquele em que não consta no orçamento da empresa, ou no planejamento financeiro, mas é fundamental para as atividades da empresa. Alguns exemplos desse tipo de gasto são: troca de equipamentos com defeito, assistência técnica, entre outros.

Como realmente diminuir gastos

Entenda seus gastos

O primeiro passo para que você possa efetivamente diminuir os seus gastos e não afetar na produtividade da sua empresa e do seu time é entender quais gastos você tem atualmente, classificá-los nos tipos já citados e avaliar quais são imprescindíveis para o funcionamento da empresa e quais podem ser cortados.

  • Mapear exatamente os seus gastos é fundamental, é impossível começar a cortar gastos sem saber quais são eles;
  • Após mapear esses gastos, classifique-os nos tipos que trouxemos;
  • Por fim, avalie cada gasto individualmente e entenda a sua relevância para a sua empresa.

Crie planos de ação

Depois de elencar quais gastos cortar, você deve colocar a mão na massa e cortar efetivamente os que não faz sentido.

Para aqueles gastos identificados como essenciais, tende renegociar esses gastos com as pessoas envolvidas. Por exemplo, se você possui uma loja de roupas feitas com um tecido extremamente exclusivo, o gasto com matéria prima é importante para a sua empresa. Dessa forma, como você não pode simplesmente eliminá-lo, renegocie com o seu fornecedor esses valores. Com certeza ele também estará passando por uma crise, a última coisa que ele vai querer é perder um cliente fiel.

  • Renegocie seus gastos essenciais;

Entenda como as suas vendas são estruturadas

O próximo passo é entender como o seu processo de vendas funciona e como otimizá-lo ao máximo. Se o seu time de vendas tem o costume de prospectar visitando locais, se deslocando por toda a cidade, isso demonstra que muitos gastos você tem com isso. Utilizar a tecnologia ao seu favor é fundamental em momentos de crise. Comece a buscar clientes digitalmente, por meio de anúncios no Google, ou utilizando as redes sociais da sua empresa.

  • Entenda o processo de venda da sua empresa;
  • Utiliza a tecnologia para potencializar os seus resultados e reduzir gastos.

diminuir gastos desnecessários

Mais um ponto importantíssimo é reduzir gastos com deslocamentos. Cada vez mais reuniões entre funcionários, ou entre funcionários e clientes podem ser feitas remotamente. Desse modo, além de otimizar o tempo da sua equipe, para focar em vender mais, você também consegue reduzir drasticamente sues gastos com deslocamentos. Outro ponto que também reduzira seus gastos é utilizar uma ferramenta para assinatura de contrato online, evitando o gasto com deslocamento.

  • Adapte a sua empresa para o novo normal, reuniões remotas e contratos online já é uma realidade.

Ferramentas que te auxiliarão em diminuir gastos

diminuir gastos
  1. Docusign – ferrameta que permite a assinatura de contratos online de forma simples e segura;
  2. Google Meet – plataforma que permite reuniões remotas totalmente gratuita;
  3. Contabilizei – plataforma de contabilidade online, segura e com ótimo custo benefício;
  4. Google Ads – serviço de publicidade do Google para alcançar leads digitalmente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.