Estoques estratégicos: como construí-los?

Já se deparou com a situação de não conseguir atender o pedido do seu cliente por falta de estoque? Ou, ao menos, já teve essa preocupação por não saber identificar se a demanda em determinado período será maior ou menor do que o esperado? Se a sua resposta para ao menos uma dessas perguntas for sim, aqui separamos algumas dicas para controle de estoque estratégico que vai ajudar a sua empresa.

Estoque estratégico estoques estratégicos
Tempo de leitura: 6 minutos

Por que pensar em estoque estratégico?

Primeiramente, ao pensarmos em controle de estoque estratégico, devemos nos atentar a diversos fatores que possam influenciar direta ou indiretamente no processo. Muitos empresários acabam cometendo o equívoco de não se preparar adequadamente para situações excepcionais. As quais, mesmo que esteja em uma situação favorável em determinado momento, isso não significa que será assim no decorrer de todo o tempo.

Para citar um exemplo, podemos citar a pandemia, a qual muitas empresas acabaram perdendo completamente seus estoques de mercadorias. Apesar de ser um acontecimento totalmente inesperado, em que todos foram prejudicados de alguma forma, os prejuízos poderiam ser minimizados caso houvesse um bom controle de estoque estratégico.

Além disso, a gestão do estoque tem impacto direto na saúde financeira de qualquer empresa, pois com o nível de competitividade atual, tudo deve ser analisado detalhadamente e, posteriormente, otimizado.

Mas afinal, o que é estoque estratégico?

Trata-se de um controle baseado em um estudo detalhado com o intuito de estabelecer a melhor estratégia para se obter um estoque que atenda às necessidades dos clientes e que ao mesmo tempo não dê margem para grandes perdas. Com o controle de estoque, o empresário tem condições de quantificar o volume disponível de cada item dentro da loja e também quanto dinheiro esses produtos valem, para que, assim, se transforme em um estoque estratégico e traga um aumento de produtividade e lucratividade para a empresa. No entanto, esse controle deve ser revisado de forma constante, pois, com o passar do tempo, determinados produtos podem ficar ultrapassados e obsoletos. Com isso, sempre deve estar se atualizando de acordo com as demandas do mercado.

Qual a importância de ter um estoque estratégico?

É super comum donos de pequenos negócios terem dificuldade para fazer um controle de estoque eficaz causando, assim, furos de estoque. Sendo assim, a falta de organização pode trazer várias consequências, como a falha em mensurar se o consumo dos materiais está de acordo com as necessidades do seu negócio, além da possibilidade de desvios e o impacto nas vendas e produtividade dos funcionários. Além disso, podemos dizer que a falta de um estoque estratégico pode gerar a perda de clientes, além de escassez quando a demanda de um determinado produto for alta ou então estoque excessivo, causando prejuízos financeiros, além de alta taxa de ocupação de espaço físico.

Mas então, como deixar o estoque mais estratégico?

Elencamos 5 dicas para você manter o seu estoque mais estratégico:

1- Prazo de entrega e volume de vendas: 

Conheça o prazo médio de entrega dos seus fornecedores e o volume de vendas médias semanais. Manter um estoque baixo significa otimização dos processos de compra e vai exigir menos capital de giro. Procure sempre manter apenas o estoque para o período, semana ou mês seguinte. 

2- Tendências e novos produtos: 

Caso esteja querendo substituir ou implantar uma nova linha de produtos, observe seu estoque. Se o volume de produtos armazenados estiver alto, você pode fazer uma promoção para vendê-los. De tal forma que irá gerar dinheiro em caixa para adquirir uma nova linha. 

3- Evite grandes estoques: 

Produto em estoque é um produto que vai sendo desvalorizado e correndo risco de perda, roubo ou extravio. Evite comprar grandes quantidades apenas pelo desconto do seu fornecedor. Compre o necessário para a sua empresa no período. Além disso, um grande estoque envolve um grande espaço de armazenamento, aumentando seu custo de aluguel. 

4- Anote tudo: 

Empresas com controles digitais e eletrônicos são mais competitivas e você gastará menos tempo fazendo controles manuais. Vale a pena ter um software como aliado nesse processo.

5- Datas comemorativas: 

Em datas de maior venda para sua empresa, aumente o seu estoque para atender a demanda. Nesses períodos é melhor se prevenir e ter produtos disponíveis para venda, nem que para isso seja necessário fazer adaptações temporárias na sua estrutura física. Leve em consideração que você também precisará de maior capital de giro pra isso, afinal, é melhor ter produtos para vender do que perder vendas por baixo estoque.

Organização do estoque estratégico

Quando se há vários tipos de produtos, se torna extremamente necessária a organização seguindo alguns parâmetros mínimos. Como exemplos, temos a identificação, layout de acordo com a demanda de cada produto, utilizar a ferramenta PEPS (primeiro que entra, primeiro que sai), garantindo que o que chegou antes terá preferência na hora da venda. É importante também, ter um controle do lote do que está sendo vendido, para o caso de haver algum problema, seja possível identificar de qual remessa é aquele produto.

Portanto, é possível concluir que fazer o controle estratégico de estoque é garantir que esse equilíbrio chegue ao ponto ideal tanto no que se refere aos custos quanto à agilidade e à organização. Dessa forma, sua empresa consegue transformar o estoque em um ponto de aumento de produtividade e lucratividade.

Caso você tenha se identificado com esse texto e se interessou em adquirir um projeto personalizado para o seu negócio, conheça nossas soluções pensadas especialmente para você.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.