Novo produto: por onde começar a fabricar?

Quer fabricar um novo produto, mas não sabe como reformular o processo de produção?

Fabricar um novo produto não é uma tarefa fácil, é necessário se alertar à diversos fatores, para garantir seu sucesso, como a viabilidade de entrar com o produto no mercado ou mesmo se tal produto será lucrativo a longo prazo.

Viabilidade do mercado

Dessa forma, para garantir a viabilidade de um produto é necessário fazer uma análise de mercado. Com essa análise é possível entender o funcionamento do mercado do ponto de vista do público alvo e dos concorrentes.

Leia mais em Entenda como a Análise de Mercado pode influenciar suas vendas!

Sendo assim, do ponto de vista dos público alvo, com uma análise de mercado é possível entender a tendência de consumo, e do concorrentes o como eles se comportam para vender um bem parecido com aquele em que você quer fabricar.

Ademais, falando um pouco melhor sobre a análise do público alvo, um novo produto pode ter diversas impressões dentro de um mercado. Então, normalmente são feitas pesquisas para ver como o público irá reagir a esse novo produto com a analise de mercado. Para isso são levantados dados através de questionários para compreender melhor a logística do mercado.

Já na dimensão dos concorrentes o principal objetivo da análise é compreender as estratégias que adotam. Com isso, entender como eles se comportam com os desafios que o mercado apresenta.

Além de compreender como o produto se mantem competitivo, e se espelhar nos pontos positivos.

Viabilidade do novo produto

Ademais, a viabilidade de um novo produto, depende além da tendência do mercado consumir seu produto mas também de sua capacidade produtiva.

Portanto, entender a demanda é um dos passos fundamentais, pois assim se pode calcular o preço ideal. Esse é o principal motivo de ter uma análise de mercado bem estruturada.

Garantir que o produto se insira de uma maneira correta no mercado não é algo fácil. Além do preço, a capacidade produtiva vai interferir muito no quanto do mercado o seu novo produto irá afetar. Sendo assim, se atualizar das novas tendências é uma das maneiras de se manter competitivo.

Leia mais em O Guia Básico da Previsão de Demanda!

Assim, há também a preocupação com os fornecedores, que são fundamentais nos processos produtivos de um novo produto.

Dessa forma, a boa relação com fornecedores pode favorecer imensamente o processo produtivo o barateando e tornando possível a inserção no mercado. Mas é claro que essa relação tem de ser saudável para os dois lados, então demonstre resultados.

Viabilidade financeira do novo produto

Um novo produto pode ser revolucionário, mas este é o momento certo de começar a produzir?

Para produzir um novo produto, toda cautela é pouco. Ter noção de mercado já uma enorme vantagem, mas saber o quando se inserir no mesmo é o problema. Nada é 100% seguro, ainda mais quando se fala em um investimento, que no caso seria para começar a produzir.

Então, ter condições financeiras para garantir a continuidade da produção é de extrema importância. Realizar um planejamento financeiro serve para assegurar que seu investimento tenha retorno.

Sendo possível calcular em quanto seu investimento será recompensado, além de conseguir prever alguns cenários para que se tenha algumas noções.

  • Cenário pessimista: A empresa atua com o mínimo possível para garantir sua sobrevivência no mercado. Logo não se tem lucro, más também não há prejuízo;
  • Cenário realista: O realista busca se basear nas informações atuais que se tem no mercado. Com essas informações é feita uma projeção que seria a mais provável de acontecer;
  • Cenário otimista: É calculado pensando em um mercado promissor. No caso, seu novo produto foi bem aceito no mercado e tem enormes capacidades de crescimento.

Enfim, a questão financeira é algo bem impactante quando se deseja produzir um novo produto. Certificar-se da viabilidade do negócio é excelente, mas é necessário se pensar no como que será a produção. Para isso algumas há algumas recomendações de como formular um bom processo produtivo.

O processo produtivo do novo produto

O processo produtivo é mais elaborado do que parece, contando com diversas etapas que devem estar alinhadas para um bom funcionamento. Etapas como a definição do arranjo físico (layout), necessidade de recursos, capacidade produtiva e comercial, são alguns exemplos.

  • Arranjo físico (layout): é a forma em que estão posicionados os recursos que irão produzir seu produto. Ter os recursos seguindo uma logística faz com que o processo se torne mais rápido e barato;
  • Necessidade de recursos: recursos são fundamentais para um processo produtivo. Tanto qualidade quanto quantidade dos mesmos podem fazer com que seu preço de produção diminua ou suba. Logo definir quais são os recursos necessários pode tornar ou não a produção viável;
  • Capacidade produtiva e comercial: essa etapa está diretamente relacionada com a demanda. Garantir que seu novo produto supra essa demanda é fundamental, o que pode ser previsto se feita uma previsão de demanda.

Ademais, é necessário de ressaltar também que para produzir um produto são envolvidos diversos processos. Mas existe por muitas vezes uma dificuldade em se garantir que todas as etapas dos processos estão saindo conforme o planejado. Para isso é necessário mapear os processos para garantir o bom funcionamento de todos.

Leia mais em Entenda o Mapeamento de Processos e sua relação com a Indústria 4.0!

Dessa forma, algo tão complexo como o processo produtivo envolve diversas etapas a serem compreendidas para que ele esteja bem definido, logo, estruturar o processo da maneira mais cautelosa possível o trará resultados positivos. Sendo assim o caminho certo para o sucesso.

Por fim, produzir um novo produto pode ser desafiador, mas também pode ser recompensador. Assim, foram repassados alguns cuidados que se devem ter para assegurar que seu novo produto tenha os resultados em que se espera.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.