Preocupado com o futuro da sua empresa pós Covid-19? Venha conhecer o que é um plano de negócios

Tempo de Leitura: 3 minutos

Os últimos tempos têm sido marcados pela pandemia da covid-19 e todas consequências sanitárias e econômicas por ela trazidas. Como, muita incerteza, medo e outros problemas chegaram para todos. Com isso, muitos passaram a se perguntar: “o que vai ser do meu futuro?”. Um dos grupos que mais tem questões para lidar é o daqueles que administram seu próprio negócio.
Você que está nesse grupo, está preocupado com o futuro da sua empresa pós Covid-19? Se sua resposta é sim, temos uma ferramenta que pode ser de grande valia: o plano de negócios.

O que é um plano de negócios?

Antes de tudo, é importante conceituar o que é um plano de negócios. Basicamente, é uma ferramenta de gestão que colabora com a execução de novas ideias, seja de um negócio novo ou alguma inovação dentro de uma já existente. Assim, com ele, você consegue ter maior clareza sobre seus objetivos e qual é a melhor maneira de executar seus planos dentro do período estabelecido. E nisso fica clara a importância dele para o futuro da sua empresa pós covid-19: a definição e o planejamento dos próximos passos, além de ter uma visão geral dos pontos de vista: estratégico, operacional, mercadológico, financeiro, entre outros. Dessa forma, você pode ter o plano de negócios como um guia!

Porém, é importante lembrar que não se pode fazer um planejamento com base em achismos. Com base nisso, o plano de negócios deve ser feito com base em uma metodologia e em pesquisas, fazendo as análises corretas. Dessarte, você pode conseguir ter uma boa noção de como vai funcionar o futuro do seu negócio, em termos de questões técnicas, de mercado, financeiras e outras. Lembrando que durante essa crise é importante saber como diminuir os seus gastos da melhor forma possível, visando preservar sua empresa.
Temos uma outra matéria que abrange especificamente este tema: Como diminuir gastos em tempos de crise.

Como fazer um Plano de Negócios?

Agora que você já tem mais claro o que é um plano de negócios e a importância dele, já podemos abordar o passo a passo para fazer o seu. A princípio são seis etapas: sumário executivo, análise de mercado, plano de marketing, plano operacional, plano financeiro e análise.

Sumário Executivo

Primeiramente, nessa etapa, você precisa resumir as informações mais importantes sobre sua empresa, como: descrição, diferencial competitivo, missão, perfil dos funcionários, produtos/serviços, clientes, localização, o investimento necessário, tributação, entre outros. Porém, não é necessário fazer algo extenso, e sim breve e claro. Uma dica interessante é deixar ele para o final, já que com as demais informações, fica mais fácil de fazer um resumo sobre tudo.

Análise de Mercado

Agora, você precisa de um melhor entendimento sobre seus clientes, concorrentes e fornecedores. Para isso, é necessária uma pesquisa de mercado. Com a Covid-19, a realidade do mercado  como um todo sofreu diversas alterações, então, é fundamental entender esse novo funcionamento, e manter isso em mente para o futuro da sua empresa pós Covid-19.

Análise do público-alvo

É importante entender a fundo o seu público-alvo: quem é ele? Quais são seus hábitos de compra? Qual é a faixa etária, gênero e escolaridade? O que os leva a procurar seu produto ou serviço? Ainda há outras perguntas importantes a ser feitas. Leia também: Como captar os clientes certos com uma análise de mercado?

Lembrando que não podem haver achismos aqui. Pesquise, faça questionários, procure outras pessoas. Ter informações precisas é fundamental!

Análise da concorrência

Ademais, os concorrentes são os que atuam no mesmo ramo que você e procuram um público semelhante. Com eles, é possível aprender lições tanto sobre atitudes que você deveria tomar quanto algumas que você certamente não deveria.

Para isso, o primeiro passo é analisar os pontos fortes e fracos deles e comparar com o que está no seu planejamento. Alguns tópicos de guia: Como está o preço do meu produto? e do meu concorrente? Como é o atendimento? Qual é o diferencial do meu concorrente? Qual é a qualidade do meu produto/serviço? E do meu concorrente? Pense em qual será a reação dos seus concorrentes quando você executar de fato o que está planejando e se prepare para isto.

Análise de fornecedores

Por fim, a última parte é estudar os fornecedores, que são aqueles que irão fornecer matéria-prima e qualquer equipamento necessário para seu negócio. É importante você saber bem qual produto ou serviço quer oferecer e pesquisar possíveis fornecedores, elencando uma lista. Alguns pontos a se pensar: o que eu preciso? quais fornecedores oferecem melhores preços e condições de pagamento? Qual é o prazo de entrega? Onde estão localizados? É importante manter contato com mais de um fornecedor, mesmo após escolher o melhor, para que caso haja algum problema, suas operações possam continuar normalmente.

Para entender mais a fundo sobre análise de mercado, acesse: Análise de Mercado e a influência sobre minhas vendas.

Plano de Marketing

Nesta parte, é fundamental descrever tudo sobre aquilo que você oferece: se for um produto, colocar quais são suas cores, tamanhos, qualidade, marca e o que mais for necessário. Caso seja um serviço, também é importante colocar todas as características e uma descrição dele. Além disso, como você se destaca? onde vai vender? Nessa etapa será formulada toda sua estratégia de marketing (baseada nos 4 P’s: Produto, preço,praça e promoção), inclusive como o seu cliente saberá que sua empresa existe, então é importante detalhar bastante. Lembrando que o cenário de pandemia causou sérias mudanças nos padrões de consumo, então é importante ter isso em mente ao planejar o futuro da sua empresa pós Covid-19.

Leia também: Plano de Marketing: aprenda todas as etapas e componentes essenciais de um planejamento de sucesso.

Plano Operacional

Agora que já temos a Análise de Mercado e o Plano de Marketing, vamos ao Plano Operacional, a etapa em que você deve descrever o funcionamento de sua empresa, ou seja, os passos para a venda do seu produto ou do serviço oferecido. A pergunta chave aqui é: Quanto você consegue vender em um determinado período? Assim, defina todo o processo operacional da sua empresa de forma detalhada, inclusive a disposição espacial (tente utilizar imagens, elas podem ser de grande ajuda).

Plano Financeiro

Agora que boa parte das análises foi feita, chega uma das últimas partes: o plano financeiro. Nessa etapa, você irá avaliar tudo que tenha dinheiro envolvido, seja gastos, investimentos, capital de giro, custos com marketing, matéria-prima, equipamentos, local, salários, etc. Com isso, você terá uma boa noção de quanto investimento será necessário, utilizando estimativas. Tente fazer um demonstrativo de resultados para ajudar na visualização. Além disso, outros cálculos podem ser feitos, como payback (o tempo que vai demorar para o investimento ser retomado), TIR (taxa interna de retorno), entre outros indicadores importantes. Mais uma vez, tente ao máximo utilizar números reais. Porém, como se trata de uma estimativa, não é um grande problema se algo não sair totalmente como o planejado.

Análise de Cenários

Agora, pronto! Você tem seu plano de negócios. Tente simular cenários diferentes e avaliar como os dados que você coletou e projetou se comportam. Isso pode ajudar na criação de planos concretos para agir em situações adversas.

Por fim, avalie seu plano, veja se está condizente com aquilo que você pensava. Dessa forma, a partir disso faça a seguinte análise: vale a pena executar isso? Caso a resposta seja positiva, vá em frente! Se arriscar certamente não é fácil, mas, com uma preparação, é possível obter ótimos resultados e, por vezes, até se surpreender. Com um plano de negócios bem elaborado, você já tem um grande passo para garantir um bom futuro da sua empresa pós Covid-19.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.