O QUE É GESTÃO DE DESEMPENHO?

tempo de leitura: 6 minutos

Dentro do mundo corporativo, o sucesso de cada equipe e de cada funcionário é essencial para formar um grande negócio. Dessa forma, um processo usado visando uma melhoria contínua e estratégica dos colaboradores é a Gestão de Desempenho.

Por meio do acompanhamento das atividades de cada funcionário e time de uma empresa, esse processo possibilita não só que os membros tenham melhores resultados, mas também que sejam traçados e metrificados planos de ação focados no progresso individual e corporativo.

Caneta apontando para o gráfico

Para que serve uma Gestão de Desempenho?

A Gestão de Desempenho tem como principal objetivo a identificação do modo de trabalho tanto dos funcionários, quanto das equipes.

Desse modo, pode-se entender melhor onde é necessário aplicar treinamentos e monitorias, repensar o modelo de trabalho, ou até mesmo redirecionar funcionários. Alinhando, portanto, não só a expectativa dos gerentes das equipes, mas também as necessidades de cada colaborador.

Tal alinhamento facilita uma execução mais assertiva das tarefas por parte dos membros, além de direcioná-los para o que a empresa espera deles. Ademais, um bom resultado nos trabalhos tende a gerar motivação e engajamento para o time. Assim, gerando uma maior produtividade dentro do seu negócio.

Agora que entendemos a utilidade do processo, iremos entender como realizá-lo de maneira assertiva.

COMO REALIZAR UMA BOA GESTÃO DE DESEMPENHO?

O primeiro passo para realizar uma boa Gestão de Desempenho é definir quais âmbitos da sua empresa serão avaliados. Geralmente, esses estão inseridos dentro das responsabilidades de RH (Recursos Humanos), tais como: o desempenho dos colaboradores, a satisfação do time, a capacidade de cada funcionário e capacitações no geral.

A segunda etapa será a delimitação dos objetivos e expectativas da empresa. Nesse sentido, é necessário que o líder estabeleça quais são os resultados esperados de cada funcionário, equipe e do seu negócio como um todo. A partir disso, será possível definir quais as habilidades e competências necessárias para atingir os resultados esperados.

Dessa forma, tendo em mãos as necessidades de cada cargo da empresa, é o momento de definir quais são as faltas e pontos de melhorias presentes nos colaboradores para que esses possam ser sanados através de planos de ação. Tal delimitação pode ser realizada por meio do acompanhamento em reuniões, da vistoria das entregas, da leitura de relatórios, de uma autoavaliação conduzida, entre outros.

Agora já é possível realizar ações ativas buscando a melhoria da sua equipe, ou seja, é viável a elaboração de um plano de desenvolvimento. Dessa maneira, o planejamento pode ser individual ou em pequenas equipes, mas é fundamental que todos os membros envolvidos saibam bem quais atividades eles terão que realizar.

Algumas boas práticas que garantem o sucesso da Gestão de Desempenho

  • Acompanhamento cíclico: por mais que um processo tenha começado de maneira correta, isso não garante que será assim durante toda a sua duração. Por essa razão, um acompanhamento traz um senso de melhoria e de urgência para seu plano de desenvolvimento. Esse, muitas vezes, é realizado através de uma Avaliação de desempenho do time;
  • Utilização de ferramentas: o uso de ferramentas como, Matriz SWOT, OKRs e 5W2H permitem um melhor alinhamento da empresa e dos funcionários, o que facilita o processo no geral, além de gerarem métricas de crescimento mais visuais;
  • Disponibilização de meios capacitivos: para que cada colaborador consiga cumprir com suas atividades, muitas vezes, são necessárias competências além das já adquiridas por esses. Por tal motivo, oferecer capacitações, cursos, treinamentos e recursos irão potencializar sua Gestão de Desempenho;
  • Alinhamento com os funcionários: para que o planejamento de desenvolvimento funcione é indispensável que os participantes estejam cientes e presentes em todas as etapas. Nessa ótica, uma boa prática que pode auxiliar nesse sentido é o recolhimento de feedbacks individuais;
  • Realize um planejamento estratégico da sua empresa: ter um planejamento estratégico facilitará a visualização e, portanto, a realização das metas e objetivos da sua empresa. O serviço visa a eficácia dos processos por meio da elaboração e acompanhamento dos objetivos do seu negócio. A Líder Jr. é especialista em planejamento estratégico e possui grande experiência com o serviço dentro do meio corporativo.

POSSÍVEIS DIFICULDADES DENTRO DA GESTÃO DE DESEMPENHO

Uma Gestão de Desempenho exige uma ampla visão da empresa e dos processos e se não realizada corretamente, pode não acarretar no resultado esperado e até mesmo gerar uma perda de tempo e recursos dentro do seu negócio. Por isso, iremos ver alguns erros frequentemente cometidos na aplicação desse método.

Homem sentado à mesa trabalhando

1. Falta de organização e planejamento prévios

A organização e planejamento são imprescindíveis para execução da Gestão de Desempenho. Sendo assim, se o gestor do processo não delimitar bem as fases, necessidades e execuções necessárias durante o desenvolvimento, ele estará colocando em risco todo seu processo de gestão.

Para evitar esse tipo de falha veja: Como ter uma melhor organização para gerir uma empresa

2. Erro na avaliação

Quando um gerente ou responsável for avaliar os setores é necessário que ele seja o mais coerente possível com a realidade, ou seja, não tenha medo de dar notas altas e baixas conforme for cabível. Essa situação gera uma impossibilidade de distinção entre os pontos altos e baixos da empresa, impossibilitando, assim, que sejam criados planos de ação assertivos. 

3. Falta de feedback

Para inserir uma Gestão de Desempenho objetiva e clara é fundamental que sejam recolhidos feedbacks constantes durante o processo e por parte de todos os envolvidos. Isso vem a ser ainda mais importante quando esse processo de gestão é uma inovação levada para dentro da organização.

Logo, a partir das percepções tanto dos líderes, quanto dos liderados podemos evidenciar os sinais de melhoria. Uma boa maneira de levar o hábito dos feedbacks para sua equipe é fortalecendo a cultura. Para saber mais sobre, clique aqui.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE GESTÃO E AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO?

Como vimos até agora, Gestão de Desempenho está relacionada a um processo que aborda estratégia, habilidades e competências, desempenho, entre outros fatores inseridos na empresa buscando potencializá-la. Entretanto, o termo é constantemente confundido com Avaliação de Desempenho, que na realidade consiste em uma parte desse processo, possibilitando uma maior objetividade.

Logo, a Avaliação de Desempenho nada mais é do que uma ferramenta de análise cíclica, ou seja, efetuada periodicamente. Nesse sentido, ela irá mensurar a performance dos colaboradores e sua evolução conforme sua aplicação, além disso, a sua realização irá depender do setor de Gestão de Pessoas de cada empresa, uma vez que ela é muito livre e mutável. Alguns métodos e ferramentas comumente utilizados para esse fim são: avaliação 360º, avaliação 180º, metodologia das “nove caixas” e avaliação por competência.

Dessa forma, podemos visualizar a importância da Avaliação de Desempenho ser inserida na Gestão de Desempenho, visto que a avaliação propõe uma coleta de dados mais rica, o que melhora o processo por meio da criação de planos voltados diretamente para os problemas diagnosticados.

Outro importante ponto, é a necessidade de entendê-las como processos diferentes, uma vez que ambas se complementam, a não distinção entre os processos pode levar a má execução da Gestão de Desempenho. 

Quer entender mais sobre Avaliação de Desempenho, clique aqui.

Caso tenha se interessado no assunto, não deixe de entrar em contato com a Líder e agendar o seu diagnóstico gratuito!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.