Planilha de fluxo de caixa e como aplicá-la no seu negócio

O que é o fluxo de caixa?

O fluxo de caixa pode ser descrito como o controle dos fluxos financeiros dentro e fora de uma empresa., seu objetivo é determinar os saldos disponíveis atuais e projetados, para haver sempre capital de giro que possa ser utilizado tanto para despesas operacionais (salários, impostos, fornecedores, etc.) quanto para investimentos e melhorias.

Esse Fluxo organizado significa estabilidade financeira, pois as decisões serão tomadas de forma estratégica e com dados sólidos. No entanto, um caixa desorganizado pode levar à instabilidade na organização. Em outras palavras, os tomadores de decisão podem agir acreditando que têm dinheiro sobrando/faltando e não o que realmente têm, mas qual a importância de utilizar informações do que realmente temos no caixa?

Fluxo de caixa
Tempo de leitura: 8 minutos

A importância do fluxo de caixa

● Controle Financeiro

O controle financeiro é uma das principais vantagens do fluxo de caixa, pois com ele o dinheiro, que envolve assumir o controle das finanças do seu negócio. Ao ordenar todas as receitas e despesas por data e categoria, é possível ter uma visão clara de todas as transações que ocorreram durante o período em questão.

● Apoiar decisões e aumentar a eficiência

Sabendo de onde vem a receita e como o dinheiro é gasto, pode se ter uma base para o suporte à decisão. De fato, as informações contidas no fluxo de caixa podem ser utilizadas para verificar quais fontes de receita são mais destacadas e orientar ações de vendas e “marketing”, por exemplo. Além disso, é possível identificar gastos desnecessários ou que podem ser minimizados, sem afetar a operação. O dinheiro economizado com esse corte pode ser redirecionado para outras áreas onde o investimento é necessário.

● Evitar caixa negativo

Ao saber os dias em que você receberá seus pagamentos, bem como os dias em que terá certas despesas, você pode garantir que tenha sempre caixa suficiente para pagá-las. Isso é importante para garantir a reputação da empresa e manter as contas em dia.

No entanto, algumas premissas são imprevisíveis e fazem parte do negócio, como números de vendas diários e mensais. Portanto, mesmo que as vendas não ocorram conforme o planejado, o gerenciamento de caixa pode ajudá-lo a continuar crescendo.

● Planejamento Financeiro

Tendo conhecimento de todas as transações financeiras mensalmente, você pode usar essas informações como base para projetar e executar o planejamento financeiro empresarial. Em termos de receita, é importante definir metas de crescimento e acompanhar os resultados. Do lado das despesas, o fluxo de caixa permite verificar se a empresa tem dinheiro suficiente para cumprir todos os seus compromissos ao longo dos meses.

Dessa forma, os empreendedores podem antecipar algumas decisões importantes, como custos, sem afetar os lucros; planejamento de investimentos; executar promoções para bota-fora de estoque; avaliar a necessidade de solicitação de empréstimo ou negociação de prazos com fornecedores e outras providências; evitando ou reduzindo futuras dificuldades financeiras.

E quais são as categorias de fluxo de caixa?

A estrutura do fluxo de caixa vai depender da natureza do negócio e das necessidades do empreendedor. O resultado do fluxo de caixa é o saldo disponível (em dinheiro ou depositado em conta bancária, etc.), ou seja, a diferença entre o valor total recebido e os pagamentos efetuados no mesmo período.

Tipos de fluxo de caixa:

Fluxo de caixa operacional

Trata-se do fluxo gerado pelas receitas e despesas de uma organização durante um determinado período. Mostra os resultados atingidos no negócio e a variação do capital de giro com o tempo. No entanto, embora apresente receita, não considera investimentos ou necessidades de capital de giro.

Fluxo de caixa direto

Este método é muito utilizado, registrando receitas e pagamentos de atividades comerciais sem qualquer desconto, com base na forma composta dessas transações.

Os recebimentos e pagamentos são organizados em diferentes pontos conforme sua natureza contábil, como recebimentos de clientes, pagamentos de fornecedores, impostos e muito mais. Sua principal vantagem é que as informações do caixa estão disponíveis diariamente.

Fluxo de caixa indireto

Esta categoria não se baseia diretamente na análise do fluxo de caixa, mas no resultado do exercício, calculados por meio da conta de lucros e perdas do exercício (o DRE, que temos inclusive  um check list), ajustada por fatores econômicos, como depreciação e mudanças na conta de patrimônio.

Para isso, os empreendedores não precisam controlar o fluxo. esse modelo utiliza do balanço patrimonial que trata do início e do fim do período, a demonstração do resultado e outras informações contábeis. Embora fácil de calcular, pode ser fortemente distorcida.

Fluxo de caixa projetado

Permite que o gestor, utilizando de um orçamento, possa planejar suas próximas iniciativas relacionadas à empresa conforme os resultados obtidos.

Logo, o gestor deve fazer análise das contas atuais (pagamentos e recebimentos), tirar as médias e projetá-las para construir uma visão de futuro da empresa. O que pode ajudar os empresários nos seguintes aspectos:

  • Fazer ajustes para corrigir a má gestão de recursos, prevenir perdas e obter um resultado financeiro favorável;
  • Planejar pagamentos e recebimentos para organizar negócios;
  • Planejamento de investimentos para expansão.

Fluxo de caixa livre

Mede a capacidade de uma empresa em gerar capital a curto, médio e longo prazo. Para isso, esse método indica o saldo de comparação com o fluxo de caixa operacional.

Para gerar fluxo de caixa livre, um gestor deve utilizar duas demonstrações: uma que prevê resultados para um período de 60 a 90 dias e outra que apresenta estimativas para um período de 2 a 5 anos. Permite aos gestores:

• Analisar os resultados esperados e, no caso de saldos positivos, estudar possíveis aplicações de capital inativo;

• Identifique as ações mais adequadas para o futuro do negócio: abertura de uma nova unidade, contratação de empréstimo, aumento de estoque ou até fechamento.

• Caso saldo negativo apareça, traçar estratégias para reverter a situação e garantir a saúde financeira do negócio;

Fluxo de caixa descontado

A sigla FDC é frequentemente utilizado durante a compra e venda de uma empresa ou no caso de fusões, por se tratar de ser o cálculo que determina o valor de uma empresa e, também utilizado para medir a rentabilidade de uma organização, capital investido ou atrair investidores.

FDC é calculado a partir de uma previsão de fluxos de caixa para um determinado período no futuro, descontando uma taxa que se refere ao possível o valor residual do ativo (valor estimado ao fim do período de vida útil da empresa) e o risco do investimento, além do cálculo do valor da empresa.

A Planilha e como fazer gestão do fluxo de caixa

O fluxo de caixa pode ser criado manualmente, em um caderno. Mas é muito mais fácil, organizado e ágil se for feito em uma planilha ou em um programa de gestão.

A Líder Jr. fornece uma ferramenta gratuita para uma gestão eficaz do fluxo de caixa. Esta é uma planilha de apoio que facilita a gestão administrativa e financeira da sua empresa.

Botão clique aqui e baixe agora sua planilha simplificada.

E como serão inseridos os dados nessa planilha simplificada:

ao abrir a planilha temos essa interface

fluxo de caixa

Onde temos quatro colunas principais para lançamentos são elas:

Tipo de Lançamento:

Aqui será escolhido o tipo de lançamento entre Receitas ou Despesas, lembrando que Receita (aumento do saldo) ou Despesa (redução do saldo).

Categoria:

Aqui será classificado de onde vem o lançamento, a origem do lançamento, tendo algumas origens pré cadastradas, pode se personalizar para melhor adaptação da empresa.

**na segunda aba da planilha é possível alterar as classificações automáticas

Valor:

Quantidade de dinheiro relacionada ao lançamento inserido, de preferência em reais, moeda local brasileira, ou único tipo de moeda.

Data:

Dia no qual foi realizado o lançamento, no formato 00/00/0000;

Saldo no Momento:

Cálculo automático da Somatória dos gastos e ganhos anteriores, não é necessária alteração, os cálculos são efetuados de forma automática pelas fórmulas;

assim obtendo uma melhor visualização de como está a saúde financeira da empresa, auxiliando nos pontos supracitados.

No fluxo de caixa, sempre devem ser registrados:

  • Todos os recebimentos;
  • Todos os pagamentos;

erros comuns que devem ser evitados

● Fazer um registro de dinheiro que ainda não foi recebido

● Desorganização

● Lançar em categorias erradas

● Ser otimista em excesso com o futuro

● Esquecer do acompanhamento

E assim você pode aproveitar de todos os benefícios do fluxo de caixa, visão financeira do presente e futuro da empresa.

Gostou da Ferramenta então deve estar se perguntando:

 E como melhorar meu fluxo de caixa para aproveitar ainda mais todas as oportunidades e vantagens?

Para essa Resposta devemos entender qual o tipo de seu negócio e como podemos personalizar da melhor forma um item exclusivo e ideal para seu negócio, aproveitar todas as oportunidades e  ajudando ele a crescer cada vez mais.

O controle financeiro é uma das principais vantagens do fluxo de caixa, pois com ele o dinheiro, que envolve assumir o controle das finanças do seu negócio. Ao ordenar todas as receitas e despesas por data e categoria, é possível ter uma visão clara de todas as transações que ocorreram durante o período em questão.

Apoiar decisões e aumentar a eficiência

Sabendo de onde vem a receita e como o dinheiro é gasto, pode se ter uma base para o suporte à decisão. De fato, as informações contidas no fluxo de caixa podem ser utilizadas para verificar quais fontes de receita são mais destacadas e orientar ações de vendas e “marketing”, por exemplo. Além disso, é possível identificar gastos desnecessários ou que podem ser minimizados, sem afetar a operação. O dinheiro economizado com esse corte pode ser redirecionado para outras áreas onde o investimento é necessário.

● Evitar caixa negativo

Ao saber os dias em que você receberá seus pagamentos, bem como os dias em que terá certas despesas, você pode garantir que tenha sempre caixa suficiente para pagá-las. Isso é importante para garantir a reputação da empresa e manter as contas em dia.

No entanto, algumas premissas são imprevisíveis e fazem parte do negócio, como números de vendas diários e mensais. Portanto, mesmo que as vendas não ocorram conforme o planejado, o gerenciamento de caixa pode ajudá-lo a continuar crescendo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.