Processo produtivo: por que entender o da minha empresa?

Por que entender o processo produtivo da sua empresa?
Por que entender o processo produtivo da sua empresa?
Tempo de leitura: 4 minutos.

O processo produtivo é definido como o conjunto de sucessivas operações necessárias para a obtenção de um bem ou serviço. Sendo esse o setor mais importante da empresa pois atualmente algumas organizações possuem deficiências em seu processo produtivo.

Por isso, não conseguem se deparar com o tamanho do gargalo devido ao grande número de etapas que um processo produtivo abrange.

Então, fique atento, pois os sinais para diagnosticar se a empresa passa por alguma deficiência na produção.

Sinais de deficiência no processo produtivo

  • Retrabalho na produção, ou seja, atividades feitas mais de uma vez devido a erros na produção, sendo ele por máquinas, funcionários e defeitos;
  • Tempos excessivos para entrega do produto/serviço ao cliente, devido a processos desnecessários na produção que aumentam o tempo produtivo.Assim, prejudica a entrega final e a confiabilidade da empresa ao cliente.
  • Acúmulo de produtos ou processos, decorrente de atrasados ou erros na produção, sendo possível obter grandes estoques iniciais, intermediários e finais. Pode, assim, até sobrecarregar o funcionário e diminuindo sua capacidade produtiva;
  • Desconhecimento dos processos, não saber detalhadamente cada processo e assim não identificar os gargalos e as oportunidades de melhorias;
  • Despadronização das atividades produtivas, cada funcionário exerce a atividade de maneira diferente, oscilando o tempo de produção e capacidade produtiva.Dessa forma, não proporciona garantia ao cliente em relação ao tempo de entrega do seu serviço/produto.

Planejar é mudar seu futuro

Planejar é mudar seu futuro
Planejar é mudar seu futuro

Tenha cuidado com os custos pequenos, pois “uma pequena fenda afunda grandes barcos” – Benjamin Franklin.

Isto é, apesar desses gargalos passarem despercebidos pela empresa, eles podem causar muitos impactos no produto/serviço final. Isso ocorre devido ao aumento de custos (causados por tempos em excesso), desperdícios de materiais e falha na capacidade produtiva.

Assim, para o sucesso do processo produtivo é preciso que todas as áreas estejam alinhadas como praticas para reduzir os custos nas empresas.

Ademais, é garantido que algum ponto dentro do processo produtivo não limita a produção final.

Portanto, se a empresa identifica que está com problemas com o processo produtivo. O primeiro passo é não cair na tentação de se antecipar e começar implementar mudanças sem nenhum planejamento. A eficiência na execução de processos está diretamente ligada à forma como eles são planejados.

Deseja entender melhor seu processo produtivo?

Como realizar esse planejamento dos processos produtivos?

O planejamento é diretamente ligado à otimização de processos, ou seja, uma técnica usada para o mapeamento das atividades executadas. Nesse, ocorre a identificação e eliminação de falhas e padronização das rotinas.

Leia mais em Cronoanálise: você cuida do seu orçamento de tempo?

Assim, tarefas desnecessárias, erros e desperdícios são reduzidos, melhorando os métodos de trabalho e proporcionando o sucesso dos resultados. Essa prática garante diversos benefícios para a empresa, mostrando maneiras de como aumentar a produtividade e melhorando a gestão do tempo.

Mas o que é um mapeamento de processo produtivo?

O mapeamento de processos é uma ferramenta gerencial que permite compreender o funcionamento de cada etapa do processo produtivo de forma a examiná-lo e melhorá-lo.

Por meio dessa ferramenta é possível ter controle de todos os passos-chave do funcionamento da organização. Tal estratégia, com uma consultoria de mapeamento de processos, possibilita melhorar processos já existentes ou implantar novas estratégias voltadas para processos.

Grandes empresas têm buscado no mapeamento de processos uma modelagem do fluxo (fluxograma) de atividades para análises. Essas garantem visualizar a oportunidade de ganhos de competitividade e de desempenho.

Leia mais em Entenda o Mapeamento de Processos e sua relação com a Indústria 4.0!

Para a adesão eficiente da ferramenta de mapeamento de processos, precisa-se analisar e elaborar novas estratégias para os processos produtivos da empresa. Para efetivar tal procedimento, é necessário seguir as seguintes etapas:

1. Análise e coleta de informações

Essa etapa é de análise e conhecimento dos processos produtivos da empresa.

Irá se questionar o porquê aquele processo existe; quantos movimentos são necessários para tal realização; quantas pessoas trabalham nesse processo; se existem retrabalhos; se o tempo é adequado e a forma como o layout está organizado.

Nessa etapa que irá analisar minuciosamente desde a entrada das matérias primas, o seu processo de transformação, até a saída final do produto ao consumidor.

2. Modelagem do fluxo do processo produtivo

A modelagem do fluxo, conhecida também como fluxograma é o estágio na consultoria de mapeamento de processos em que todas as informações coletadas e analisadas antes desse processo serão postas no papel.

O fluxograma possui símbolos de fácil identificação das etapas do processo, como início, fim, decisão e o fluxo produtivo. Isso ajuda a entender onde cada pequena etapa acontece e criar praticas para reduzir os custos nas empresas.

Assim sendo, uma ferramenta de análise que é utilizado para facilitar o entendimento  e a sequência das atividades que ocorrerão. Seja em um processo ou para a resolução de algum problema, pode identificar operações gargalos, possíveis riscos, possíveis oportunidades.

Ajudando, assim, os gestores em suas tomadas de decisões, contribuindo para otimização de resultados da organização.

3. Análise do fluxograma atual

Após realizar a modelagem dos fluxos e ter o processo produtivo visual, é o momento de obter o olhar crítico perante o processo de transformação da empresa. Além disso, também analisar quais processos são desnecessários, quais deviam ser modificados, quais deviam ser adicionados e observar se há existência de gargalos.

Dessa forma, torna-se mais fácil reconhecer as oportunidades de melhorias e escolher quais irão proporcionar mais benefícios à empresa e assim implementá-las com uma consultoria de mapeamento de processos.

4. Benefícios do uso da ferramenta

A compreensão do processo produtivo com a criação de fluxogramas que conterão todas as informações da produção. Isso contribuirá para a tomada de decisões e para a otimização do processo de transformação.

Identificação dos retardos nos processos pois, com a análise, encontra-se as possíveis adversidades que estejam atrasando o processo. Ainda, pode-se encontrar uma ação não necessária que esteja consumindo tempo e recurso. Assim, a  empresa terá a oportunidade de melhorá-los.

Também, ocorre o aumento e melhoramento da capacidade produtiva devido aos fluxogramas. Esses garantem que diferentes estágios nos processos de fluxos estejam incluídos no processo de melhoramento.

Desse modo, é possível identificar a raiz do problema e tornar claras as oportunidades de melhorias. Pode-se, por conseguinte, diminuir desperdícios iniciais, intermediários e finais da empresa.

E por fim, a padronização dos procedimentos ao final do mapeamento dos processos. Esses permitem uma fácil padronização dos procedimentos da empresa. Desta maneira problemas na execução dos procedimentos poderão ser evitados. Também, haverá um fácil entendimento de todos os envolvidos para realizá-los.

Portanto, o mapeamento de processos é um recurso de gestão indispensável para identificar e otimizar os processos de transformação do seu negócio. Tal técnica possui uma gama de benefícios a empresa, garantindo o sucesso da sua capacidade produtiva.

Se interessou por Mapeamento de Processos? Leia mais em Como surgiu e por quê se mapeia Processo!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.