Como parar de perder dinheiro devido ao seu estoque?

Administrar um empreendimento não é fácil. Constantemente nos vemos obrigados a olhar para nossos processos internos. Para assim, otimizar nossa produção, e diminuir custos que poderiam ser evitados com uma correta gestão. Logo, em tempos de crise, é essencial certificar se há algum problema em algum ponto na linha de produção para se manter no mercado. O que inclui identificar problemas na sua Gestão de Estoque. Porém, nem sempre o gestor possui um conhecimento específico ou experiência necessária para claro entendimento do que está ocorrendo no seu chão de fábrica. O que torna muito difícil tomar atitudes assertivas acerca do conflito em si. 

Foto de um estoque com diversos tipos de caixas, demonstrando um estoque por conta do tema principal da matéria.

É um consenso, no ramo da consultoria, que um dos principais desafios da indústria e do comércio, atualmente, é a correta administração do depósito de produtos. Assim, como afirmam a Neogrid e a FoccoERP em seus blogs. Portanto, este artigo, para ajudar você a diminuir custos e alavancar o seu negócio, elencamos 6 sinais para que você possa identificar quais são os problemas na sua Gestão de Estoque:

1° Sinal: Falta de produtos em estoque por conta de problemas com reposição.

Este é o maior e mais claro sinal de que você tem problemas na sua gestão de estoque. Ele está relacionado com diversos outros problemas. Como, por exemplo, o desconhecimento da demanda, o que fornece maior importância para sua resolução. Pois assim, você estará atacando outros conflitos que também podem coexistir na sua empresa. Além disso, não ter clara a devida importância para cada uma de suas mercadorias leva a não ter uma proporção correta dos produtos que são necessários. Esses que estarão em falta quando houver pedido de compra. 

2° Sinal: Não ter clara a devida importância de cada uma de suas mercadorias.

É fundamental que exista uma ordem de prioridade de estocagem de produtos de acordo com a demanda. Se a mercadoria que tem menor procura estiver em maior quantidade no seu estoque, é certo que esse desbalanceamento provocará a falta dos produtos mais importantes, nos levando de volta ao ponto 1. 

3° Sinal: Não realizar inventários periodicamente.

Ainda muito ligado ao 2° sinal, não ter um inventário de seu estoque demonstra a falta de conhecimento do que está de fato sendo armazenado. Logo, mesmo que você já tenha clara qual a ordem de prioridade de seus produtos. Se você não está atento para checar se está em ordem as quantidades esperadas, significa que você não está gerenciando corretamente seu estoque. Assim, isso desencadeia uma série de problemas na sua gestão de estoque. Como por exemplo, o aumento do custo de armazenamento dos produtos.

4° Sinal: Mercadorias que têm prazos de validade vencidos.

Quando isso acontece, deve acender a luz vermelha para o gestor. Isso é alarme de que uma série de erros aconteceram no meio do caminho para, no fim, um produto ser convertido em despesa. Assim, se isso ocorre na sua empresa, tenha claro que você está tendo problemas na sua gestão de estoque. Porque, dessa maneira, seus produtos não estão girando no armazém corretamente.

5° Sinal: Produtos que adquirem defeitos depois de acabados. 

Se é comum você encontrar um produto rasgado, amassado, arranhado ou até quebrado, é um sintoma de que a disposição do seu estoque não foi feita de forma adequada. Frequentemente, acontecem pequenos acidentes que prejudicam o estado de conservação do seu produto. É necessário o correto ordenamento para evitar esses problemas na sua gestão de estoque e não ter maiores prejuízos, tanto ainda na fábrica quando no seu ponto de venda.

6° Sinal: Perda ou demora para achar o produto necessário.

Este é um sinal de que há um problema com uma questão fundamental numa empresa: organização. Assim como no item anterior, a falta ou um mal planejamento da disposição do armazém ocasiona num aumento substancial dos custos de operação. Imagine que um funcionário precisa parar de produzir ou executar uma tarefa para executar outra que não agrega valor algum ao seu produto. É imperativo que ele faça isso o mais rapidamente possível, pois quanto maior a demora, menos se produz, mais se perde. Muitas lojas enfrentam esse problema, deixando seus clientes
à espera, ou criando filas desnecessárias que serão decisivas para seu cliente se sentir satisfeito ou não. 

Gestão interligada

A esse ponto, você já deve ter percebido como uma coisa está ligada a outra. E entende que, agora, que esses problemas na sua gestão de estoque se estendem e podem ocasionar gargalos e conflitos em áreas bem distantes do próprio armazém. Bem como também alguns desses problemas podem ter sido originados anteriormente na linha de produção, sendo difícil de identificar sem ter esse conhecimento prévio. Logo, tratar das questões do estoque implica em tratar questões de diferentes áreas, e, consequentemente, da empresa toda. Assim, a busca pela resolução desses conflitos tende a melhorar diversos pontos de sua fábrica e da gestão, tornando mais competitivo seu negócio como um todo.

Perceba que os problemas na sua gestão de estoque não estão além do seu alcance. Na verdade, existem estoques de tamanhos variados e soluções direcionadas para cada dimensão de armazém, incluindo cada variável que a sua empresa possa ter. Além disso, o mais importante é que todos esses sinais, problemas e custos adicionais podem ser completamente evitados, é apenas uma questão de fazer o correto planejamento e fazer o devido acompanhamento do estoque. 

Caso você tenha se identificado com esse texto e esteja interessado em adquirir um projeto personalizado para o seu negócio, conheça nossas soluções pensadas especialmente para você.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.