VIABILIDADE FINANCEIRA: COMO SABER SE O SEU NEGÓCIO VALE A PENA?

Introdução

A vida de um empreendedor exige muita responsabilidade para fazer decisões importantes e o negócio ter sucesso.  Para isso, ter um planejamento de quais projetos investir de acordo com o a aceitação do público alvo e seu retorno é uma tarefa que pode ser facilitada através da viabilidade financeira.

Uma empresa na prática funciona de uma forma muito diferente do planejado. Muitos imprevistos podem acontecer e para isso faz necessário colher dados do negócio e do mercado em que a empresa está inserida.

A partir dos dados coletados é possível fazer previsões e análises futuras do funcionamento da empresa. Assim, aumentam as chances de sucesso em relação a retornos financeiros advindos do investimento.

Então uma forma de prever o investimento e o possível retorno é através da viabilidade financeira. Com isso, a empresa evita o risco de investir em projetos não rentáveis.

O que é viabilidade financeira?

A viabilidade financeira se baseia em cálculos de despesas e lucros para gerar dados que retornam se o investimento em tempo e dinheiro em um projeto é viável ou não. 

A partir disso dados sobre o retorno financeiro serão gerados levando em conta a quantidade investida e a análise de mercado.

Para que serve a viabilidade financeira?

Toda vez que a empresa irá fazer um investimento deverá haver uma preocupação em qual projeto investir e qual a viabilidade dele. Existem várias situações comuns como: abertura de uma empresa, expansão de um negócio, lançamento de um novo produto, compra de equipamentos, mudança de sistema entre outras.

Por que utilizar a viabilidade financeira?

O principal motivo para utilizar a viabilidade financeira é em relação aos riscos de não haver um retorno mínimo de lucro com a aplicação do projeto. Ao iniciar o projeto baseado somente em percepções humanas, o risco de fracasso é alto. Por isso, esses dados são importantes para guiar as melhores decisões empresariais.

É comum fazer a viabilidade financeira para comparar dois ou mais possíveis projetos. Visto que a empresa muitas vezes não tem capital para todas as iniciativas. Para isso, ter os dados em mãos da viabilidade financeira de cada um dos projetos servirá de base para fazer as melhores escolhas.

Como fazer a análise de viabilidade financeira

Para a análise de viabilidade financeira é necessário coletar diferentes dados para dar embasamento na tomada de decisão. Esses dados podem mudar de acordo com a especificidade de cada empresa e seu mercado. A seguir iremos trazer algumas etapas básicas que devem ser inclusas na maioria dos casos:

Análise de mercado

A análise de mercado é o estudo que busca compreender o comportamento do mercado em que a empresa está inserida, seus clientes, concorrentes, fornecedores e até sua estrutura. Diante disso, obtém-se informações como a sazonalidade do produto, a aceitação do público alvo e a variação de vendas ao longo do tempo.

Essas informações de mercado são cruciais para o sucesso das vendas e servirão de base para projetar receitas, custos e o fluxo de caixa.

Caso queira saber mais de como aplicar uma pesquisa de mercado em 7 passos, clique aqui.

Para saber passo a passo de como organizar e reduzir os custos da sua empresa , clique aqui

Projeção de fluxo de caixa

A projeção de fluxo de caixa irá visualizar os investimentos, custos e despesas da empresa ao longo do tempo. Por isso, deve ser olhado com atenção. Esse intervalo observado costuma ser entre dois a cinco anos depois do início do projeto. Para isso, é recomendado fazer a projeção baseada em uma análise realista sobre o mercado para evitar frustações.

Um ponto importante é considerar que o aumento do faturamento da empresa acarreta também no aumento das despesas e custos operacionais. Portanto, entender como funcionam esses gastos para cada negócio é fundamental para fazer a análise.

Com os dados coletados são feitos 3 tipos de cálculos, sendo eles para o cenário otimista de mercado, outro para o cenário neutro e por fim para o cenário pessimista. A partir das diferenças dos dados de cada cenário é possível fazer análises mais precisas.

Para conhecer mais sobre a saúde financeira da sua empresa, clique aqui

Análise de indicadores

Após termos informações da análise de mercado e da projeção de fluxo de caixa, a viabilidade financeira segue para os análise de indicadores.

Quando se trata de negócios que estão iniciando ou planejando a expansão, a viabilidade financeira é um passo fundamental projetar o retorno financeiro futuro. Para isso, deve- se analisar alguns indicadores que medem a real efetividade do projeto.

Taxa mínima de atratividade (TMA)

É o valor que representa o retorno mínimo esperado para um investimento ser atrativo ao comparar com outras oportunidades disponíveis em outros seguimentos de mercado.

Taxa interna de retorno (TIR)

A taxa interna de retorno ou TIR é um dado que mostra o resultado em forma de percentual e considera também as projeções futuras para determinar a renda anual, ou seja a própria rentabilidade de um projeto de investimento.

A TIR precisa ser maior que a Taxa mínima de atratividade (TMA) para a análise de viabilidade ser positiva.

Quanto maior o valor da TIR, melhor as previsões financeiras.

Break even

Acontece no momento que o retorno da empresa ultrapassa o valor investido, tornando-se sustentável. Ou seja, a empresa ou projeto deixa de ser sinônimo de perder capital e começa a colher frutos do negócio.

Payback

Esse indicador mede o tempo que leva para o projeto gere retornos que pague o investimento feito, ou seja o momento que recuperou o capital investido.

A diferença desse indicador para o break even se encontra no fato do paybak não projeta os dados depois que o investimento foi pago.

Exposição máxima de caixa

É o valor em dinheiro necessário para empresa funcionar nos primeiros meses antes de gerar lucro. Esse é um dado importante para verificar a viabilidade de cobrir os custos de operações iniciais até a empresa conseguir se sustentar.

Valor presente liquido (VPL)

Indicador que representa todos os fluxos de caixa para uma mesma data e os desconta com a Taxa mínima de atratividade (TMA)

analise de indicadores viabilidade financeira

Conclusão

Em suma, Ter um planejamento de quais projetos investir de acordo com o seu retorno, antes mesmo de ser investido te economizará tempo e dinheiro. Tudo isso, pode ser facilitado através de uma viabilidade financeira que diminuirá os riscos de não haver um retorno mínimo de lucro com a aplicação do projeto.

Para isso, será necessário fazer a coleta de diversos dados para a melhor tomada de decisão e assim aumentar as chances de sucessos. 

Diante disso, é importante adotar ferramentas como análise de mercado que trará informações como a sazonalidade do produto, a variação de vendas ao longo do tempo e a aceitação do público alvo de acordo com a sua situação econômica.

Através da análise de mercado é possível projetar as receitas para trabalhar com números concretos. Assim, é possível estimar o crescimento das receitas futuras juntamente com seu retorno a curto, médio e longo prazo.

Também é preciso calcular os custos fixos e variáveis que servirão de insumo para projetar o fluxo de caixa.

Outro ponto pra levar em consideração na viabilidade financeira é coletar os indicadores para a análise financeira como o Payback, a taxa mínima de atratividade (TMA), o valor presente líquido (VPL) e a taxa interna de retorno (TIR).

Portanto, ao analisar todos esses dados chegamos finalmente à viabilidade financeira. Qualquer empresa que deseja correr menos riscos podem usar desse modelo de planejamento com o suporte de empresas de consultoria especializadas como a Líder Jr.

5 Motivos para investir em uma consultoria empresarial

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.